RIBEIRINHOS DISPUTAM A ÁGUA PODRE DO RIO IPOJUCA; REUNIÃO FOI PROMOVIDA PELA APAC

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (APAC), realizou reunião com os ribeirinhos do Rio Ipojuca, que se utilizam da água para finalidades diversas, tais como: irrigação, criação de animais, extração de argila e de água e outras. O encontro aconteceu nesta quinta-feira, dia 19 de janeiro no auditório do DEBETRANS, na cidade de Bezerros, que ficou pequeno para o grande número de agricultores, criadores autoridades e exploradores do Ipojuca para outros meios. Com a presença do representante do Ministério público, Dr. Flávio Henrique, promotor de justiça, o técnico da APAC, João Paulo, abriu a reunião, com as considerações técnicas sobre o assunto e em seguida foram acontecendo debates entre os participantes, e alguns apresentaram sugestões para a melhor forma de se utilizar a água podre do rio Ipojuca, principalmente na região de Fazendinha, onde existe uma barragem, que armazena e distribui água para os ribeirinhos.

Além do uso da água, foram tratados de temas como, cadastramento, outorga, legalização para múltiplo uso da água, uso irregular e utilização dos recursos do rio; com o andamento da reunião os debates foram se acalorando e enfim o promotor de justiça definiu que haverá uma nova análise técnica por parte do órgão competente (APAC), para definição do assunto, que também é motivo do Inquérito Civil, 02/2016,  que trata dos bloqueios, extração de argila e captação de água por particulares, no leito do rio Ipojuca, entre os municípios de Bezerros e Sairé, tendo os ribeirinhos de Gravatá como reclamantes.

Assessoria de comunicação PMB

Share

BEZERROS COMEMORAVA EM 2015 MANANCIAL COM SUA CAPACIDADE MÁXIMA

Em nosso arquivo, encontramos o registro da barragem que abastece Bezerros com sua capacidade máxima, agosto de 2015. Em setembro de 2015, com o colapso do sistema Jucazinho, o manancial assumi completamente o abastecimento de Bezerros e Gravatá.

No ano anterior, em outubro de 2014, o manancial chegou a registrar 40% de sua capacidade, mas restabeleceu nos meses posteriores. Na época, vale destacar, o sistema Brejão dividia o abastecimento de Bezerros e Gravatá com Jucazinho.

O bezerroshoje.com publica algumas manchetes numa demonstração clara que defendemos a pauta que interessa aos bezerrenses.

Reportagem 09/08/2015

VEREADORES ELEITOS ACOMPANHAM O PREFEITO BRANQUINHO EM VISITA AO BREJÃO

VÍDEO MOSTRA ATUAL SITUAÇÃO DA BARRAGEM DE BREJÃO

SITUAÇÃO DE BREJÃO É PREOCUPANTE

BREJÃO JÁ PREOCUPA BEZERROS; MANANCIAL TEM 50% DE SUA CAPACIDADE

POLÍCIA FISCALIZA BREJÃO PARA EVITAR USO INDEVIDO DE ÁGUA

SEM BREJÃO, BEZERROS ESTARIA EM COLAPSO NO ABASTECIMENTO

ÁGUA DE BREJÃO PODE REPRESENTAR ECONOMIA PARA FAMÍLIAS DE BEZERROS

COMPESA: COM O COLAPSO DE JUCAZINHO, BEZERROS PASSA ‘A DIVIDIR’ BREJÃO COM GRAVATÁ

 

Share

FALTOU PLANEJAMENTO, DIZ TV ASA BRANCA

A reportagem da TV Asa Branca, filiada da Rede Globo, fez crítica sobre a preservação das matas ciliares que estão desaparecendo da região da barragem localizada no município de Sairé. A reportagem lembra que as chuvas tem caído cada vez menos naquela região, considerada de brejo, e que os governos tem esperado que a solução caia do céu esquecendo as medidas de preservação que ‘evitariam’ o colapso do manancial.

DA REDAÇÃO: A observação é pertinente, mas também se deixou de mencionar a narrativa que temos sustentado ao longo dos últimos meses. Brejão com sua capacidade máxima continuou abastecendo as cidades de Bezerros e Gravatá suprindo o sistema de Jucazinho que entrou em colapso. A demanda era intensa e os registros de imagens denunciavam que o manancial caminhava para o colapso. A medida que o Governo do estado tomou sobre as obras de transposição deveria ter se dado há seis meses. Por isso chamamos a obra de estratégica e não emergencial. Medidas emergenciais são os chafarizes e caminhões pipas.

Share

MOMENTO: BEZERROS REGISTRA A MAIOR CHUVA NO ESTADO, DIZ APAC

As chuvas que caem sobre a cidade de Bezerros neste domingo chega até o momento a 25mm, o maior registrado no Estado pelas centros de monitoramento da Agência Pernambucana de Clima e Tempo (APAC). A chuva anima os bezerrenses, mas tem característica localizada, ou seja, é preciso que as precipitações aconteçam na bacia da barragem de Brejão para restabelecer o manancial que abastece a cidade.. 

VEJA A PREVISÃO DO TEMPO

Share

G1 DESTACA RESGATE DE VACA EM RIO PRÓXIMO A BEZERROS

Uma vaca da raça nelore de cerca de 250 kg atolou às magens do Rio Ipojuca na manhã desta sexta-feira (6) entre os municípios de Bezerros e Caruaru, no Agreste de Pernambuco. Ela foi encontrada na lama pelo agricultor José Antônio de Amorim, de 34 anos, enquanto ele estava a caminho do plantio. Ao ver a situação do animal, ele tentou retirá-la sozinho, mas precisou da ajuda de outros três para salvar a vaca. Leia mais no G1

Share

SECA CASTIGA O RIO IPOJUCA

Uma cena rara de se ver mostra o leito do Rio Ipojuca, em Bezerros, completamente seco. A imagem foi feita na região da ponte localizada entre os bairros do Rosário e Santo Antônio, antiga passagem molhada. Pequenas represas entre Bezerros e Caruaru estariam segurando o curso natural das águas. O registro é do internauta Emanoel Ferreira.

Share

MORADORES ABANDONAM ANIMAIS EM FRENTE A ONG

Responsáveis pelo local de acolhimento dos animais registraram em apenas um dia cerca de 8 abandonos em frente a AAPARBE

Só no Brasil são aproximadamente 30 milhões de animais abandonados, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) no ano referente a 2014. Na maioria deles encontrados com ferimentos graves ou com possíveis sequelas, pois muitos destes animais foram vítimas de agressões e maus-tratos dos humanos.

Em Bezerros não é diferente, já que é comum encontrarmos animais abandonados e feridos pelas ruas da cidade. Mas ganhou repercussão após o “descaramento” de muitos populares que estão deixando cachorros e gatos em frente a uma organização não governamental situada no município, principalmente porque o local atende uma grande quantidade de gatos e cachorros, o acréscimo de novos integrantes pode deixar o local cada vez mais superlotado e sem estrutura para fornecer conforto para todos, embora os responsáveis venham promovendo ações para reverter este quadro crítico. Continue lendo mais aqui

Share

SERRA NEGRA REGISTRA INCÊNDIO EM VEGETAÇÃO

Quem trafega pela região facilmente observa um grande incêndio em vegetação na Serra Negra. A reportagem constatou que o foco inicial teve início próximo a uma estrada vicinal, que dá a cesso a Caverna do Deda. Uma grande região de vegetação seca já foi atingida pelas chamas. O fogo deve atingir outras áreas.
f7dd3ea1-bbd2-4042-89ee-238b755d4cd7 fb121a9c-aada-4752-8283-3d14227d735c 13adfe5a-886f-4bd4-bd19-bd76c9d068ff

Share

BAIXA VAZÃO DO SERINHAÉM TAMBÉM DEVE SER PREOCUPAÇÃO

A baixa vazão do Rio Serinhaém já no município de Cortês/PE preocupa os moradores da cidade e nos faz indagar se a transposição anunciada como alternativa em Bezerros, caso o sistema Brejão entre totalmente em colapso, resolva a nossa situação. É bom lembrar que a captação d’água do rio Serinhaém se daria em um ponto ainda no município de Sairé, ou seja, em um local onde a vazão ainda é bem inferior que a mostrada no vídeo.

Share

IMAGENS ÁREAS MOSTRAM SITUAÇÃO DE BARRAGEM QUE ABASTECE BEZERROS

Brejão é o único manancial que abastece Bezerros.

PREVISÃO: A análise probabilística de ocorrência de episódios ENOS realizada pelo IRI indica que no próximo trimestre a maior probabilidade é que haja um fenômeno La Niña de fraca intensidade e de curta duração, ou seja, já a partir do trimestre dezembro-janeiro-fevereiro a fase neutra seria à mais provável. Leia mais aqui. (APAC).

Share

VÍDEO MOSTRA ATUAL SITUAÇÃO DA BARRAGEM DE BREJÃO

SAIRÉ NEWS- A água da Barragem do Brejão está acabando e ameaça comprometer o fornecimento de água da cidade de Bezerros e Gravatá. Situação é crítica em um dos principais reservatórios hídricos do estado de Pernambuco,  localizada na cidade de Sairé-PE, com capacidade de armazenamento de 1.625.000 milhões de m³.

Segundo informações, a barragem apresenta cerca de 30% de seu volume. A atual paisagem da seca, que já é possível perceber na Barragem do Brejão, já tem deixado os moradores locais apreensivos. Com a chegada do verão, alinhando a estiagem com o aumento natural do consumo, comum nesta época, já liga um alerta para um possível racionamento de água.

Share

INCÊNDIO EM CAPINZAL NO CENTRO

Moradores da popular Rua da Estrela, no centro, estão apreensivos com uma queimada em um capinzal, localizado à margem do Rio Ipojuca. O corpo de bombeiro foi acionado por moradores. Há suspeita que a queimada tenha sido criminosa. Imagens feitas às 12:05

85f47881-66b7-4f4e-bc40-0e2728979b3c ad3f2d95-87c4-43f6-9827-3084557e6d943984c996-d5fa-480e-8cfe-51789b14146f

Share

Bezerros faz parceria para reciclagem de isopor

A Prefeitura de Bezerros, grupo Santa Luzia e a empresa Viramais firmaram parceria com o objetivo de reciclar peças de isopor. Para isso, foi instalado de frente ao prédio da Prefeitura um coletor que ficará disponível para o descarte de qualquer objeto, placa ou pedaço de isopor. O material será usado na fabricação de molduras e rodapés.   O projeto da empresa já acontece desde 2011. Em Bezerros pretende levar conscientização ambiental também nas escolas através de parceria da secretaria de Educação.   O Prefeito em exercício Breno Borba falou do momento. “A base para construir um mundo melhor começa por nós, pela consciência de cada uma. Ficamos felizes em fazer parte dessa iniciativa aqui na nossa cidade”, disse.   A empresa destaca que apenas as peças de isopor utilizadas como embalagem de carne não servem para a reciclagem devido a umidade dos resíduos liberados, os demais objetos podem ser depositados no coletor.

Share

SITUAÇÃO DE BREJÃO É PREOCUPANTE

Bezerros poderá enfrentar sério problema de falta d´água se as chuvas não caírem até o final do ano na região da barragem de Brejão, que abastece a cidade e que fica localizada no município de Sairé. As imagens mostram claramente que o manancial está secando aos poucos. O manancial é o responsável por abastecer Bezerros e parte da cidade de Gravatá com uma vazão de mais de 200 l/s de água tratada e estava com sua capacidade máxima no mês de agosto de 2015 (ver aqui).

SOLUÇÃO: O estado precisa agilizar as obras de transposição do Rio Serinhaém para interligar ao sistema adutor que abastece Bezerros. O projeto de transposição foi iniciado em 1998 quando o município chegou a ser abastecido por trem, mas o projeto nunca foi concluído. Naquele ano, as chuvas voltaram a cair na região e o governo estadual abandonou a obra.

f8ec59fb-10d2-4218-b66e-c4e0eef9b382 17d04e3c-0420-4976-8194-f492bc45fe8f

Share

ESTIAGEM: BEZERROS ENTRE OS 69 MUNICÍPIOS COM DECRETOS DE EMERGÊNCIA

A nota foi divulgada na rede social da ASPLAMA e trata sobre medidas que o Estado poderá tomar para amenizar a situação nos municípios de Pernambuco.

Bom dia Bezerros, no dia de ontem 02 de agosto de 2016, o governador Paulo Câmara decretou no diário oficial do estado de Pernambuco, estado de emergência para 69 municípios dentre eles Bezerros e cidades vizinhas como; Cumaru, sairé, Caruaru e Gravatá. Com este decreto abrem-se possibilidades para ações mais enérgicas no combate á estiagem, razão do decreto. Nós da Defesa Civil de Bezerros, nos encontramos a inteira disposição da população para quaisquer que seja a reivindicação, salientando que mesmo não havendo possibilidade de ação por nossa conta, buscaremos meios de auxiliar nossos cidadão no que for solicitado.
Link para consulta; http://200.238.105.211/…/1-Pod…/PoderExecutivo(20160802).pdf
Jackson Santos
(Coordenador municipal de Defesa Civil)

Share

Pra quem acha que é fácil…

13626500_10204821688740299_3143779857792474482_nQuando digo que faço parte de uma ONG as pessoas reagem de maneiras diversas. Mas de modo geral observo duas reações bem distintas: ou há uma crítica por ser uma ONG de proteção animal (por que não vai ajudar gente?), ou acham que é lindo e bacana.

Pra quem critica nem me dou ao trabalho de responder e explicar alguma coisa. Pois parte da minha vida e meu tempo e para ajudar a eles.

E pra quem acha que é um trabalho bacana, realmente é…mas isso não significa que seja fácil. Brincar com os cães e gatos , dar carinho, organizar bazares, feirinhas, isso tudo faz parte do trabalho. É a tal da parte bacana. Mas está longe de ser só isso, e acho que a boa parte das pessoas nem imaginam o “outro lado” do trabalho voluntário – eu com certeza não imaginava, quando comecei como voluntário. Continue lendo aqui

Share