“Até hoje não fizemos mais nada…”

Há meses atrás,  Pe. Bianchi Xavier  fez alguns dias de reuniões sobre como combater a violência em nossa cidade. Lá estavam muitos cidadãos presentes . Cada um com um desejo só e com um só objetivo. Infelizmente chegou alguém do poder e desviou toda nossa luta para o governo e infelizmente o SILÊNCIO tomou conta de todos. Até hoje não fizemos mais nada, políticos, imprensa, educadores, polícia, representantes de todas as religiões. NADA, NADA !!!! Bastou um cara falar e desanimar a todos , lamentável ! Naquelas reuniões havia um amigo meu da época de adolescente. Quantas e quantas vezes ele pegava o microfone e falava suas angústias sua opinião e sua garra naquela batalha que estávamos dispostos a travar. Mal sabia sua verdadeira angústia . ERA DE PROTEGER SEU FILHO !!!!!!! Sabia ele o quanto estava difícil lutar sozinho, estava ali mesmo era pedindo SOCORRO. Enfim, tudo passou e nada fizemos ! Ontem no FOLCPOPULAR em nossa comemoração de Páscoa o clima era de dor e tristeza pois parte de meus alunos lamentavam a morte de um amigo que acabara de ser assassinado. Eu não o conhecia , nem ouvi falar sobre ele , por curiosidade cheguei em casa e olhei nas redes sociais para ver sua foto, apenas, e pra minha surpresa vejo em sua página do faceboock seus pais . NOSSA MEU JESUS! FILHO DO MEU AMIGO! sinto muito Deoclécio e Marisa .😱😭😭😭😭😭😭😭Nossa cidade não te ajudou , as religiões não te ajudaram, a polícia não te ajudou , os políticos também não, a escola e a população pior ainda, eu não te ajudei. Como é ruim essa sensação. Vocês agora fazem parte da imensa lista de pais e mães que perderam seus filhos para a violência. Pais e mães que hoje choram lágrimas de sangue. Não há dor no mundo que supere a dor da perda de um filho, a dor de arrumar o quarto de um filho que já não está aqui, e saber que o futuro para ele já não existirá. Parece anti-natural que os pais enterrem um filho. Mas aos olhos de Deus somos todos iguais. Aos olhos de Deus somos todos seus filhos. E Ele dá a cada um de nós uma missão para cumprir na Terra. O seu filho fez pelo tempo insuficiente a missão dele; para escrever uma história de uma juventude confusa ,sem saída, sem ajuda e sem destino, deu apenas tempo de deixar lições de amor porque ele era muito querido por todos e de dor pela vida nada fácil que o mundo oferece a todos os jovens . É preciso buscar conforto. Não podemos nos entregar à tristeza, porque nós mesmos ainda temos muito para fazer até terminarmos nossa missão. É preciso força e coragem, e nessas horas devemos buscar apoio nos nossos familiares e amigos. Eu oro para que o seu filho esteja em paz, que tenha sido recebido com amor pelos anjos do Senhor, e que tenha a sua alma iluminada. E oro para que vocês e a sua família encontrem também paz e consolo nos tempos felizes que viveram ao lado do filho amoroso de vocês. Coragem e força para enfrentar este momento de sofrimento! Recebam os meus mais sinceros pêsames.

Mileide Santos

FORUM JUDICIAL DE BEZERROS EM PERSPECTIVA

Nesta segunda feira, equipe da Associação dos Advogados de Bezerros compareceu  mais uma vez no Departamento de Engenharia e Arquitetura – DEA -,  do Tribunal de Justiça PE. para tomar pé da atual situação da projetada construção de  novo fórum judicial da cidade de Bezerros.  Naquela repartição encarregada dos procedimentos da construção de prédios de fóruns do interior,  em contato com a Diretoria  de  engenharia, em reunião, ficou definido que será feito o ajustamento de atual levantamento  do orçamento geral da obra, cujo trabalho fora realizado por empresa terceirizada pelo TJPE. Este trabalho é de  grande relevância, uma vez que ele dará base fundamental para o passo seguinte que será a licitação  visando  o tão esperado início  das obras. Na oportunidade afirmou  a engenheira  Chefe – Maria José: –  A construção do fórum de Bezerros é uma realidade  irreversível e será a partir de agora caminho sem volta ! (disse)   É bom frisar que o fórum de Bezerros já era para estar pronto. No entanto  ocorreu o embargo do primeiro projeto, embora , muito lindo e arrojado,  apresentado ao juiz titular da comarca Dr. Paulo Alves de Lima, com 3 mil metros quadrados de área útil, porem com dois andares, ato do  Conselho Nacional de  Justiça  – CNJ –  que entende e tem como decisão não permitir a construção de prédio público  que possua  dois pisos e desníveis elevados. Tudo tem de ser construído  em um único  piso comum, somente permissivo desnível de 2 por cento para facilitar a maior  acessibilidade a idosos, crianças, pessoa com deficiência visual  e cadeirantes. É o sinal dos tempos, mobilidade e acessibilidade  sempre presente a toda prova!!!!!. ( EDLIFE) .

PEDIDO DE BOMBAS A S. PAULO SERÁ A SOLUÇÃO

Bezerros PE.     Em viagem à São Paulo,  Dr. Edgar Ferreira  encaminhou pedido oficial via Rotary Club de Piquete ao Governador Geraldo Alkmin Filho,  para  cessão de uso provisório  de  bombas de sucção para serem  utilizadas  no manancial do Sirinhaém. Semana  passada houve o pedido de apoio à Câmara local via vereador Gabeira para reforçar a empreitada.  A informação inicial da tal viabilidade desta cessão  tem origem  em comentário pessoal de  diretor da SABESP (Compesa de lá)  dando  conta de que existem mais de 50 bombas estocadas,  sem uso, no galpão daquela empresa, uma vez que   o manancial Cantareira daquele estado está sendo suprido por  chuvas torrenciais nesta temporada de inverno. Desta feita,  poderão  ser cedidos estes equipamentos a Bezerros, gratuitamente, por tempo necessário até que aja precipitação pluviométrica em nossa região. O governador Alkimin emprestou 8 delas para a transposição em Cabrobó. Basta  o  pedido oficial da Municipalidade  reforçado pela  Edilidade local.(EDLIFE)   

BREJÃO AINDA PEQUENO PARA DEMANDA

BEZERROS – PE.     A  barragem de  “SERRO AZUL”  nossa vizinha,  é inquestionavelmente  dez vezes  maior que a do nosso  “BREJÃO”.  A do Prata passará agora a ter captação constante e perene do “Rio Pirangi”.   Está na hora de ser aumentado o “calado”, urgentemente,  deste reservatório, tornando –o maior para que aja grande  densidade e termos mais água visando  atravessarmos com autonomia  os  longos períodos de estiagem,  pois somente assim em novas captações pluviométricas teremos  maior reserva pelo maior espaço físic, para reservar a água das chuvas de temporadas no inverno. Não devemos ficar na expectativa de que a água do São Francisco  chegará logo e que sanará cabalmente nosso já eterno  problema hídrico, pois a disputa  será grande,  com muitas cidades dependentes da adutora do Agreste.  E por outro lado é preciso atentar que antes do abastecimento do “Jucazinho”, o Brejão era somente nosso.  Está na hora de ser efetuado o trabalho de terraplenagens para  que sejam removidas as terras excedentes da base de nosso único reservatório, aumentando sua área útil de  depósito de água potável.  E, por outro lado, da mesma forma é preciso policiar constantemente este nosso tesouro, evitando  que não sejam estas reservas aquíferas  surrupiadas por nossos vizinhos e por plantadores de inhames e demais  “hort-fruti”  rurais  que surrupiam nossas reservas deste único  manancial.  Furtar água é crime ambiental !!!!!!

Edgar Lino Ferreira

Padre de Bezerros fala sobre família vítima de latrocínio em Caruaru: ‘Tive a honra e a alegria de conviver com eles por seis anos’

Sentimentos do Pe Luiz Antônio pela tragédia que ceifou a vida dos meus queridos e amados amigos Geraldo, Joselma e sua filha Madalena e deixou ferido gravemente o seu filho Geraldo Filho. A dor de Geraldo filho e de sua Família clama aos céus e atinge o coração de todos nós! O que dizer? Não encontro palavras humanas que amenize a dor, a revolta, o medo, a insegurança e a angústia… Mas encontro uma Palavra Divina a de Jesus que nos diz: “vinde a mim vos que sofreis e Eu vos aliviarei” e a teologia escatológica da Santa Mãe Igreja que nos diz: “Viemos de Deus, vivemos para Deus e voltamos para Deus”. Se vivemos é para Deus que Vivemos se morremos é para Deus que morremos, não importa quando nem como, mas quando a morte nos atinge Deus nos acolhe em seu coração e nos faz participar do festim da Eternidade… Esta é a fé da Igreja e foi a fé de Joselma, de Geraldo, de Madalena e é a fé de Geraldo Filho e de toda a nossa comunidade de fé que diante da dor clama a misericórdia e o auxílio consolador do nosso Bom Deus.
Eu conheci de perto esta família, tive a honra e a alegria de conviver com eles por 6 anos como pastor e mesmo depois quando fui transferido para Bezerros, continuamos amigos e por várias vezes eles vieram me visitar em Bezerros e eu retribuía com visitas ao seu sítio em Lagoa do Paulista. Era uma Família humilde, fiel, católica praticante, irmãos amáveis, obedientes, trabalhadores e Dona Joselma era uma mulher sofredora mas de fibra, de garra e de muita fé. Vivia fielmente seu matrimônio com o Sr. Geraldo, era um casal que amava radicalmente seus filhos e filhos que amavam incondicionalmente a seus pais, uma família linda e unida. Lutemos e gritemos por Justiça, esse Crime não pode ficar impune! Quem cometeu tamanha brutalidade e maldade é completamente desprovido do amor que eles viviam abundantemente no seio familiar.
Agora resta-nos agradecer a Deus por tudo o que eles significaram para nós e para nossa Igreja. Façamos da dor de Geraldo filho e seus demais familiares a dor de todos nós… Ajudemos a esse irmão querido e a sua família a superar o trauma e a vencer esta tragédia pela força do Amor, do perdão e da misericórdia Divina que é infinitamente maior do que a nossa dor. Me uno a Geraldo Filho e a sua família, à comunidade de São José do Sitio Lagoa do Paulista , aos padres pastores desta Comunidade o Pe Ademilton e o Pe Heleno, e ao nosso Pastor Diocesano Dom Bernardino, bem como a todos que consternados pela dor a conjugarmos os verbos da fé e da esperança: sofrer, silenciar, oferecer, confiar e esperar em Deus. Pois tudo podemos Naquele que nos fortalece. Amigos Geraldo, Joselma e Madalena descansem na Paz Eterna, um dia nos encontrarmos no Paraíso. Geraldo Filho, coragem e força faço de sua dor, minha também, desejo que faça de minha fé e esperança suas também, conte comigo estarei sempre com você meu amigo e irmão. Em Cristo Bom Pastor.

Pe. Luiz Antônio da Silva Filho.

CORREIOS DESRESPEITA USUÁRIOS EM BEZERROS !!!

Muito se ouviu falar na grande importância dos serviços prestados pelos Correios (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos), mas isso ficou no passado, lamentavelmente. Hoje o que se tem é uma empresa desorganizada, ineficiente, e acima de tudo, DESRESPEITOSA COM SEUS USUÁRIOS. Digo isso com base em situações autênticas de HUMILHAÇÃO que vem sendo impostas ao povo de Bezerros. O tratamento desumano acontece quando nós precisamos dos serviços dessa Empresa Federal, que inclusive é a ÚNICA A PRESTAR SERVIÇOS DE POSTANGENS EM TODO BRASIL !!!! UM VERDADEIRO MONOPÓLIO !!!!

A Constituição Federal e a Lei nº 6.538/78, estabelecem claramente que os serviços prestados pelos Correios, tem a natureza pública e é de utilidade pública, mas isso há muito tempo está ficando empoeirada nos artigos de lei.

Hoje, o que se vive em Bezerros quando o cidadão vai a agência dessa enfadada e desaparelhada empresa, é uma verdadeira SESSÃO DE TORTURA !!! Expostos ao tempo (na calçada), sem uma estrutura mínima para atender seus usuários, o cidadão bezerrense fica ao relento, refém do único prestador de serviço na cidade e no BRASIL !!! (fotos abaixo)

Registro, por ser justo, que os servidores dos correios também são vítimas desse descaso, pois não dispõe de condições para trabalhar com a eficiência e condições necessárias, muitas delas são básicas !! A exemplo de material de expediente, questões de segurança-vigilância, Ar Condicionado sem funcionar, dentre outras….

Gostaria, em tom de desabafo e denúncia na qualidade de usuário que sou, chamar a atenção e apoio das autoridades para iniciar um verdadeiro combate a esses abusos praticados. Principalmente os Vereadores desta Cidade, para que possam dividir um pouco dos seus “preciosos” tempo e busquem solução junto a direção da empresa, provoquem o Ministério Público, e não se dediquem apenas “na fiscalização de chafariz” , “querer ser o pai da atitude de doar carros, que na verdade foram doados por empresário de cidade vizinha” e tantas outras “ações” que não beneficiam o povo bezerrense, e sobretudo a parcela mais carente da população. Aliás, tem deles (vereadores) que nem isso faz.

Senhores vereadores, ocupem a tribuna da Câmara, as rádios, busque apoio do prefeito, provoque o Ministério Público, procurem quem tem o dever de resolver esse desgastante problema, e cobrem solução !! A população está atenta…

E para encerrar, gostaria de transcrever uma frase do saudoso Dom Hélder Câmara:

“Tem gente que pensa que o povo não pensa. O Povo Pensa” !!

Texto e imagens: Bruno Leão


PAULO ALVES FALA SOBRE A REESTRUTURAÇÃO DO BANCO DO BRASIL

PAULO ALVESO sistema financeiro é um mercado altamente competitivo, o que obriga as instituições financeiras a ser bastante criativas, inovadoras e capazes de fazer o “muito mais com o muito menos”.

Para tanto, elas contam com movimentos visando a concentração de atividades, a especialização da mão de obra, a modernização do parque tecnológico e a intensificação e popularização da informatização.

No Banco do Brasil, que é uma empresa moderna, líder de mercado e bastante competitiva, esses movimentos de reestruturação têm sido uma constante nos últimos anos.

De acordo com o “Fato Relevante” divulgado para o mercado em 20.11.2016, o BB justificou que a reestruturação visa adequar-se ao novo perfil e comportamento dos clientes, com aproveitamento de sinergias, otimização de estruturas e ampliação dos serviços digitais, sem comprometimento da sua presença nos municípios em que atua.

A reestruturação anunciada pretende a redução de estrutura com a desativação de 402 agências, a transformação de outras 372 em postos de atendimento e a possibilidade de aposentadoria incentivada (por opção) de até 18.000 funcionários.

Particularmente, compreendo que a redução da estrutura física anunciada não trará maiores consequências para o atendimento bancário, eis que precedida de prévio estudo quanto ao seu impacto.

Por outro lado, o programa de aposentadoria incentivada era algo esperado e desejado pelo próprio público alvo, qual seja, aqueles funcionário que já estão aposentados pela previdência oficial ou que tenha condição de fazê-lo.

Portanto, acredito que as medidas anunciadas contemplam os interesses de todas as partes envolvidas: a) o banco porque promove o necessário enxugamento de estrutura e de pessoal com ganhos financeiros; b) o funcionário público-alvo porque já esperava ansiosamente por esse programa de aposentadoria incentivada; c) aos funcionários que ficarão porque surgirão novas e interessantes oportunidades; e, finalmente, d) o mercado acionista porque só com o anúncio das medidas as ações do BB subiram quase oito por cento num único dia.

Porém, com quadro mais reduzido e muito mais enxuto, induvidosamente isso significará não apenas mais oportunidades, mas também maiores desafios para os funcionários que ficarão, no entanto essa tem sido a tônica vivida no mercado financeiro.

Paulo Alves- Advogado e funcionário aposentado do Banco do Brasil

CHEGOU A HORA DE DECIDIR OU DECIDIR APENAS POR SEUS INTERESSES? EIS A QUESTÃO!

cristiane
Professora Cristiane

Mahatma Gandhi certa vez disse: “Você deve ser a mudança que deseja ver no mundo.” A reflexão que faço hoje é referente a nós eleitores bezerrenses. Estamos a poucos dias de decidir quem será nosso representante por mais 4 anos. É claro que exatamente não temos o que decidir quando não temos opções. Aqui em nossa cidade, decidimos de acordo com os nossos interesses. No entanto é necessário,CONSCIENTIZAR-SE. Muitas vezes reclamamos, lamentamos, porém somos nós mesmos os responsáveis por tudo o que virá ou não virá os próximos anos. Se a população bem soubesse o poder que tem, não haveria eleição em Bezerros enquanto não tivéssemos opções sustentáveis para decidirmos. Mas sendo isso quase impossível de acontecer, façamos o seguinte: MUDE VOCÊ MESMO! OBSERVE TUDO A SUA VOLTA E ENTENDA QUE NEM TUDO O QUE RELUZ É OURO. O direito de escolha é mais do que legítimo, porém, ela decide tudo para os próximos anos. É necessário perceber que não existe escolha democrática enquanto políticos usam da fraqueza da sociedade para promover suas causas. Assim disse Rousseau: “ Uma sociedade só é democrática quando ninguém for tão rico que possa comprar alguém e ninguém seja tão pobre que tenha que se vender a alguém.” Enquanto essas armas forem usadas em nossa cidade não teremos futuro. ACORDEM! PRECISAMOS DE DIAS MELHORES! Precisamos de segurança, saúde, emprego, lazer, precisamos de estrutura e apoio. Quem vai nos garantir efetivamente tudo isso? Quem passou uma gestão toda e não conseguiu? Quem diz que vai fazer mas não sabe nem como fazer. ESTAMOS BEM REPRESENTADOS. Independentemente de qualquer resultado, que nossos “futuros” representantes possam entender que somos mais do que uma cidadezinha do interior que se contenta com qualquer coisa. Somos cidadãos que pagam os salários de caa um deles e merecemos mais muito mais. SOMOS OS PATRÕES e como PATRÕES exigimos DIAS MELHORES!

A AMEAÇA BRANCA: OU DE COMO UM JOGO DE DOMINÓ PODE LEVAR A UM ASSASSINATO

“Eu recomendo aos jovens: envelheçam depressa.”

Nelson Rogrigues

Tenho ouvido e lido que o candidato da oposição, a prefeito, tem feito uma campanha baseada em xingamentos e ofensas das mais variadas e que o candidato da situação faz uma campanha “limpa”, sem fazer uso desse tipo de expediente. Esse é um jogo comum em política que existe de longas datas e que não me chama muita atenção.

Ou melhor, não chamava…

            No grupo de whatsapp do Bezerros Hoje, comentei sobre um evento da Juventude 40 que anunciava um campeonato de dominó para a sua respectiva juventude partidária. Achei o fato bastante engraçado, pois o evento se daria a noite na Praça dos Tamarindos. Não é preciso ser um expert para saber que o dominó é tido como um passatempo da boa idade ou um jogo de apostas, que seria realizado em uma praça de pouca iluminação e que é palco frequente de assaltos. E mesmo levando em consideração que para a realização do evento fosse montada uma “gambiarra” de luzes, os atletas e público, do “grande evento”, seriam incomodados pelas muriçocas. Como sugestão, comentei que o jogo de xadrez poderia ser muito mais interessante e teria uma conotação menos dúbia. Por se tratar de um grupo, muitos outros comentários, de outras pessoas, vieram após esse.

            Para meu espanto, poucos dias depois, comecei a ser vítima de um dos expedientes mais calhordas da política: o assassinato de reputações. Um funcionário da prefeitura, que não conheço, em sua rede social,  começou a destilar sua bile contra mim com ataques diretos e pessoais. Achei estranho, já que não me referi a ninguém e falei de forma geral  da promoção de um evento partidário.  Como não possuo facebook lhe mandei uma resposta pela mesma comunidade do Bezerros Hoje. Mas não tardou o ataque da legião.

            Vários outros funcionários, em autêntico espírito de rebanho, começaram seus ataques, não rebatendo a minha crítica ao evento, mas ,tão somente, começaram uma paulatina campanha de detração a minha pessoa. O que em retórica, na dialética erística, chamamos de falácia ad hominem. Se você não pode destruir o argumento, ataque a pessoa que fala.   É um misto de covardia, burrice e mau – caratismo.

            Instantemente somos incentivados a opinar em matéria política e a sermos conscientes do voto. Mas, o que vejo em nosso mau provincianismo bezerrense são os laços e cabrestos apontados, para nos, em típica intimidação, estigmatizando e molestando  pessoas que emitem uma simples opinião.  Há a figura “ilibada” de um candidato que reúne, em seu dorso,   uma legião de asseclas, dispostos a tudo, executando o trabalho sujo e fazendo uso da máquina pública para propósitos escusos.

            Não sei qual será o resultados destas eleições, mas venho sofrendo  com a ameaça branca dessa “onda amarela”. Se há algum jovem desta Juventude que eu ofendi com minhas palavras sinceras e não direcionadas a ninguém, peço desculpas, mas, por favor, aos demais, cresçam e parem de me agredir a chupetadas.

Noel Neder Borba

CANDIDATOS VOCÊS QUEREM SABER MESMO O QUE BEZERROS PRECISA ?

cristiane
Professora Cristiane Soares

Bezerros é uma cidade com uma riqueza cultural, social, religiosa, econômica e educacional muito grande. Há décadas atrás nós nos destacávamos em todos os sentidos. De Bezerros nasceram nomes que construíram história e deram a nossa cidade um destaque importante. Porém, em algum momento estacionamos. Nós deixamos que nosso brilho fosse corrompido por grandes e descontrolados interesses políticos onde a última ideia é pensar no que Bezerros precisa. Hoje, não é que não temos representantes em destaque, nossa base é sólida. No entanto, cada um caminha sozinho e isolado, fazendo seu. Enquanto isso, nossos POLÍTICOS dobram esforços apenas para ganhar em favor de si mesmo. Mas há quem diga que Bezerros AVANÇOU! Receber lojas de nomes importante e conseguir uma empresa é tudo o que nós bezerrenses precisamos. Ah, e um emprego na prefeitura! No mínimo devem achar que por sermos do interior, cidade pequena, somos pessoas pequenas que merecem qualquer coisa. O pior é que, em pleno momento de mudança, não temos nenhuma opção que nos possibilite a repensar nossas escolhas. Estamos inseridos dentro de uma cadeia de corrupção, de interesses próprios e de jogo político que nos aprisionam e NÃO NOS FAZ PENSAR EM DIAS MELHORES. Sabe o que Bezerros precisa? De pessoas que pensem por e para Bezerros. Lembrem que somos muito mais do que apenas uma cidade do interior que se vendem por qualquer coisa. Somos um berço rico de artesãos, de professores e /ou profissionais, artistas, empresários, escritores que são responsáveis por fazer Bezerros ser o destaque que é. POLÍTICOS! RESPEITEM-NOS! NÃO RESUMA A NOSSA COMPETÊNCIA A SUA INCAPACIDADE DE FAZER BEZERROS CRESCER. PAREM DE NOS TRATAR COMO MERCADORIAS. NEM TODOS SE VENDEM OU TEM PREÇO! ELEITORES CONSCIENTIZEM-SE! NÃO PERMITAM SER TRATADOS MENOS DO QUE MERECEMOS.

GANHAR NEM SEMPRE É VENCER

cristianeNa política é muito comum buscar estratégias para ganhar as eleições. Vale vencer, vencer a qualquer custo mesmo apelando para estratégias não muito éticas. É assim que acontece em nossa cidade, pois apesar de termos esse ano, uma eleição tranquila e até desanimadora, as estratégias continuam as mesmas. Os nossos candidatos a prefeito seguem os mesmo artifícios. Quem tem a prefeitura nas mãos usa do poder que tem OBRIGANDO ( direta ou indiretamente) seus funcionários CONTRATADOS E CARGOS COMISSIONADOS para fazer volume nas suas manifestações políticas. Acredito que é por isso que, aqui em Bezerros, não se acaba com os contratos. O que seria da reeleição de um prefeito sem eles? Acho até que esse quadro de funcionários deveria ter um ABONO PARTICIPATIVO ESPECIAL por dedicarem seu tempo a acompanhar manifestações de um governo que muitas vezes nem paga seus salários direito. Mesmo assim eles temem tanto perder o emprego que se submetem a bater palmas e dizer que votam num governo que o desrespeitam. É bom salientar que essas atitudes não privilégio apenas desta gestão. Isso é hereditário, passa de gestão para gestão. Já quem não tem a prefeitura nas mãos usa das armas que tem prometendo o que não pode cumprir, apresentando-se como a solução dos nossos problemas e entrando de porta-a-porta nas casas da população sem ao menos ter coerência no que fala ou se propõe. E nós eleitores, olhamos todo esse espetáculo sem saber o que fazer. Sem ter um caminho para nos dar a condição de optar de maneira democrática e justa e ficamos assim “ se correr o bicho pega , se ficar o bicho come. “ É por isso que, as últimas pesquisas mostram uma grande quantidade de votos nulos e brancos para essa eleição em Bezerros. Não há opção e olhar para nossa realidade, ver que nada vai mudar e sim continuar nos faz sentir desanimados. Por isso que ganhar as eleições municipais não é vencer. Se há quatro anos, os 23.352 votos foram de uma grande necessidade de corrigir um erro e uma grande esperança de dias melhores, desta vez o voto não será de confiança e sim de acomodação por não termos opção que nos propicie a esperança de acreditar novamente. Por isso que GANHAR NEM SEMPRE É VENCER.

Cristiane Soares – Professora

O DESCREDITO DAS INSTITUIÇÕES OU BREVES CONSIDERAÇÕES SOBRE A COVARDIA POLÍTICA

fd7bf113-9fe6-48e9-af0f-5fe38fa59f08Com a deflagração do que se convencionou chamar de “crise política” nós, os eleitores, ficamos atônitos diante dos desmandos que recebemos nas mais variadas horas do dia , através dos jornais televisivos. “Improbidade”, “corrupção” e “imoralidade” se tornaram palavras do nosso cotidiano que , por mais das vezes, chega a soar como o doce clamor de “Nossa Mãe Gentil”. Essa não é a vocação da nossa pátria amada!
Percebo que vivemos um estado de torpor, de letargia que tem levado muitos a abstenção eleitoral ou a apregoar a lenda urbana do voto nulo. Sei bem que os discursos políticos são repetitivos assim como aqueles candidatos que propagam os jargões, também bastante puídos. Mas, o nosso corpo político deve ser animado pelo espirito da constituinte de 1988, que promulgou originariamente a rotatividade do poder de maneira periódica, isto é, um giro administrativo que ventila nossa jovem democracia constantemente ameaçada.
Não é estranho ouvirmos expressões do tipo: “essa ponte é do prefeito Fulano; ou aquela ambulância foi o prefeito Cicrano que deu, dentre outras…” Isso são pontas dos velhos cabrestos eleitorais que suportamos por tanto tempo, resquícios do coronelismo torpe do nosso norte/nordeste. A coisa pública facilmente se mistura, ou melhor, se personaliza na figura do administrador. Serviços básicos de utilidade pública são tidos como dádivas. Calçar ruas, construir escolas, ou mesmo administrar o repasse de verbas da União passou a ser um regalo eleitoreiro. Isso é obrigação básica do chefe do executivo.
Um grande psicanalista húngaro chamado Lipot Szondi teve sua vida interrompida quando preso com sua família em um campo de concentração. Sua história é belíssima, mas vou me ater a uma de suas máximas, que bem irá resumir sua atitude ante o sofrimento: “O Homem, deve ter coragem para ser bom, quando tudo a sua volta o induz a ser mau.”
Por constatação digo que somos mutantes. A natureza expressa esse anseio ontológico nas quatro estações dos doze meses anuais. Maquiavel afirmou, certa vez que “a política é a arte de namorar homens”. Oras, acrescento eu, o casamento é um contrato. Se damos nosso assentimento a uma determinada proposta e ela não é cumprida, romperemos. Diferentemente do que se espera de uma relação monogâmica o processo democrático implica em diversidade de escolhas ou rotatividades de administração. Apregoar o contrário é defender uma “democracia hereditária”, também muito comum, onde as salas do executivo mais parecem salas de jantar familiar com as fotos dos entes queridos: Avô, pai, filho e neto todos “nobres” representantes de um executivo municipal.
Votemos e cobremos dos candidatos que se apresentam em nossa política bezerrense. A “Nossa Mãe Gentil” só nos cobra o não fugir da luta. Pusilanimidade não é ato político, é pequenez para com um grande país.

Noel Neder Borba -Professor

AS ARTIMANHAS DE ALGUNS CANDIDATOS PARA CONQUISTAR UM VOTO! FIQUEM ATENTOS!

13432283_879113045527805_5727550046159312475_nExistem um provérbio chinês que diz: “Quanto mais esperto o homem se julga, mais precisa de proteção divina para proteger-se de SI MESMO. “
Essa reflexão dar uma tapa de luva aos nossos CANDIDATOS A VEREADORES. Confesso ficar no mínimo indignada com a capacidade que “alguns” têm de acreditar que toda população é boba, ou seja, acredita em tudo ou em todos. Observando como cada candidato posiciona-se e apresenta-se como proposta para nos representar usando as redes sociais, vídeos e até mesmo como eles (as) se definiram para a Justiça Eleitoral criando nomes de divulgação de suas campanhas, cheguei a conclusão que o circo continua! Como alguém que se propõe ser uma opção nova e diferente, admitindo usar nomes ou ações que estão ligadas as instituições sérias de acesso à população? É um tal de representante da Mãe Rainha, é um tal de representante do povo, é um tal de fulano de uma associação e tantos outros , que usam sentidos diversos para sensibilizar um eleitorado (que diga-se de passagem estar cansada de tanta conversa). As pessoas usam o poder religioso, o poder do assistencialismo para barganhar votos. No entanto estão cometendo uma das maiores irregularidades que é ir contra a liberdade das pessoas de escolher sem sentir-se intimidada por sua religião ou por ser ajudado por alguém. Isso é tão errado quanto a compra de votos. Ser candidato é disputar de igual para igual e não usar do jogo baixo para intimidar o eleitorado. Tudo deixa de ter sentido quando usamos a ajuda que damos ao próximo ou a crença que temos em uma religião para ser instrumento de se apresentar como a melhor opção para uma das 15 vagas do poder legislativo de nossa cidade. Infelizmente quem já usa desses artifícios não será um representante do povo na câmara de vereadores. Ser vereador é muito mais do que ousamos pensar. Precisa ser honesto com sua postura de cidadão.

Cristiane Soares é professora

“Não mexa no meu silêncio se não puder lidar com meu barulho.”

13432283_879113045527805_5727550046159312475_nAssim ouvi de um autor desconhecido: “Não mexa no meu silêncio se não puder lidar com meu barulho.” ( kkkkk)
O que muitas pessoas pensavam que estavam tudo no silêncio e nem parecia ano político, devo informar que é tudo ilusão. Começa hoje a grande corrida de prestação de contas do que fez ou deixou de fazer. Começa hoje as promessas de que vai fazer melhor. Começa hoje as lembranças aos eleitores que pode fazer melhor. Enfim, começa hoje o grande teatro vivo de grandes e experientes atores para nos levar na conversa. É claro, que no meio deste cenário existem os coadjuvantes que têm propostas boas e até a boa vontade de fazer diferente. No entanto, NÓS ELEITORES, precisamos usar toda nossa experiência com as opções desastrosas para ter mais cautela em escolher nossos representantes. O espetáculo é sempre o mesmo! Os personagens sempre os mesmos, porém nós podemos dar os aplausos de maneira diferente. A quem realmente a quem o merece. Façamos o barulho necessário para mudar este cenário político de forma que nos proporcionem dias melhores. Oportunidades se dar aos que não tem mancha de irregularidades na sua atuação. Oportunidade se dar as boas propostas e aos que merecem nossa confiança. VAMOS SER MAIS CRITERIOSOS NA HORA DE ESCOLHER…

Cristiane Soares

“Nova oportunidade surge para a escolha de vereadores”

Nova oportunidade surge para a escolha de vereadores, prefeito e vice-prefeito na próxima gestão municipal bezerrense, sendo certo que o eleitor novamente  terá  e será responsável pelos bons ou maus  políticos que venham a escolher, simplesmente com seu voto – ele será dentre em breve o protagonista do atual e vento politico partidário .  Os políticos que ocupam  atualmente  o poder  estão satisfazendo seus desejos?  Reelejam novamente. Em caso contrário os substituam neste pleito eleitoral de outubro, é mais uma oportunidade excelente ao livre arbítrio do eleitor.  A realidade está estampada no dia a dia da cidade, podemos observar com nitidez:  A  saúde não está agradando o povo. Faltam médicos, e a Farmácia Municipal não atende a demanda – faltam medicamentos. O bloco cirúrgico da antiga maternidade está desativado há muito tempo.  A gerencia da agricultura da mesma forma tem deixado a desejar  e chegou até a fechar as portas do prédio de sua tradicional  sede, recentemente,  onde também funcionava uma linda sementeira em anexo.   As ruas estão infestadas de buracos e para variar os excessos de lombadas irregulares.  As calçadas estão sendo invadidas pelos maus munícipes, ocupando-as de materiais para  comércio informal e até clandestino inclusive transformadas  por motociclistas e motoristas em estacionamentos. As  metralhas e invasões por  construções irregulares em todos os quadrantes do espaço urbano.  Praças foram  loteadas por comerciantes clandestinos e informais.  No setor de desenvolvimento imobiliário despontam  inúmeras empreitadas de loteadores de ocasião, onde as ruas e os espaços são impróprios para construção civil  imobiliária, não possuindo o básico em infraestrutura como determina a lei federal 6766 e código de postura,  Plano Diretor Municipal  – .  A gerencia do  trânsito urbano não obedece o Código de Transito Brasileiro em todos os seu conteúdo legal. Aqui a lei do tráfego é local de acordo com a ideia do chefe do setor do DEBETRANS. O meio ambiente não é respeitado e vemos o Rio Ipojuca ser usado para depósito diário de todo o tipo de lixo residencial. As poucas árvores são criminosamente podadas fora das normas  da agronomia e ao final extirpadas de nossas ruas. É oportuno perguntar: – Até quando teremos a bagunça administrativa  em que nos encontramos?  E da mesma forma é hora de perguntar: Por que nossa cidade se desenvolve de forma diferente das demais cidades do agreste pernambucano?  Finalmente, é hora tática de se questionar:  – “ Chegou  o momento  da   mudança ou tudo continua  como dantes no castelo de Abrantes?”- . 

(EDLIFE)

VOTO NÃO TEM PREÇO… VOTO TEM CONSEQUÊNCIA!

13627199_901837363255373_4837835356701642130_nVotar é um direito democrático e nos faz participantes ativos de uma sociedade. Nós somos os únicos responsáveis pelas nossas escolhas. O bate-papo hoje é para TODOS OS ELEITORES BEZERRENSES que, historicamente, convivem e até foram conduzidos a manipulação da compra e venda de votos. Isso é tão comum aqui em Bezerros que esse ato abusivo virou “genético” pois passa de político para político. Todos que querem entrar na política acreditam que se não for assim não se ganha política em nossa cidade. Recentemente a Câmara de Vereadores de Bezerros foi alvo de piadas, em uma das suas lamentáveis reuniões legislativas. Mas olha só… Esse foi o circo que O POVO escolheu! . Temos políticos que apenas se elegeu e se reelegeu aqui comprando os votos sem o mínimo de constrangimento e ainda declarando: “ Não devo nada a ninguém… eu paguei pelo seu voto!” Sem contar os que compram indiretamente que não é diferente dos outros, apenas usam de disfarçadas estratégias para fazer a mesma coisa. Gente… Se não acreditamos mais nesses políticos, é hora de pegar toda essa indignação e transformá-la em CONSCIÊNCIA. Se não sabem em quem vão votar, criem critérios pelo menos para decidir e quem não vão votar. Políticos que já cometeram irregularidades, políticos que oferecem dinheiro ou favores em troca de voto não merecem nem consideração. Primeiro mudamos nosso jeito de pensar e ai sim chegamos a mudar nossa cidade.

SOCIEDADE MUSICAL “Cônego Alexandre Cavalcanti completando 82 anos de criada em nossa Bezerros

13710001_848420028622216_6827126704610048984_nUm grande acontecimento para nossa Bezerros foi o surgimento desta banda musical que surgiu nos idos de 20 de julho de 1934, numa iniciativa arrojada de seus fundadores Antônio Azevedo Melo, Padre José Albuquerque, José Antônio de Azevedo Melo ( Zuzinha Guilherme ), entre outros, que logo, procuraram organizar, com estatuto e tudo, tendo como Mestre-Regente o Prof. José Idalino de Figueiredo Lima, que com o tempo outros grandes regentes foram colaborando com o sucesso da “Cônego Alexandre”, como Alfredo Adauto de Mendonça, Pedro Alcântara, e tantos outros como está retratado no livro Bezerros, Seus Fatos e Sua Gente, Vol.I. A Banda foi tricampeã no Concurso de Bandas de Música do Interior, no programa “SALVE A RETRETA”, patrocinado pela Argus-Industrial de São Paulo. Esses dias de glória estão esquecidos, sofrendo com a falta de um apoio constante e consistente para que ela volte a se firmar em nosso cenário musical, o que é lamentável, haja visto sermos celeiros de grandes profissionais da música, o que nos lembra, entre muitos, Zito Farias, Olavo José de Vasconcelos e João Machado – o Joãozinho -, José Jordão e muitos outros que deram brilhantismo nos dias das retretas dominicais.É pena ela não comemorar essa data tão significativa. Parabenizamos, não somente a atual Diretoria, bem como todos os seus membros, que se desdobram para impor sua presença na vida cultural.

Ronaldo J Souto Maior Ronaldo

Eleições Municipais 2016: Insegurança Política: Em quem mesmo vamos votar?

13432283_879113045527805_5727550046159312475_n

Pela primeira vez, em Bezerros, chegamos às eleições municipais com o que intitulo de INSEGURANÇA POLÍTICA. Isso quer dizer que, um grande número de cidadãos bezerrenses não tem opções concretas para escolher em quem votar. Cenário esse que tornar-se, no mínimo curioso, pois numa cidade como a nossa, que sempre tivemos dois lados (até três) chegamos às vésperas de uma eleição sem saber quem são realmente nossos futuros candidatos? Quais nossas opções?. De um lado, o grupo do atual prefeito Branquinho que não se definiu ora é a reeleição Branquinho e Breno, ora Paulo Alves e Breno, ora Nivaldo e Breno, ora Gabeira ??? . . Do outro lado surge uma suposta oposição que se diz opção, mas na verdade são apenas mais nomes que já conhecemos e para nós eleitores não se torna novidade e ai nos apresentam ora Neguinho, ora Dr. Lindório, ora Carlos do PO, ora Carlinhos Ao juntarmos todo esse teatro político não montamos nenhum espetáculo que mereça nossos aplausos. Somos eleitores entregues nas mãos deles e no fim não sabemos o que vem por ai. Na verdade precisamos estar mais atentos , pois nosso voto nesse cenário político, mais do que nunca pode nos levar a dias muito piores. Consciência política é fundamental nessas eleições municipais de 2016.

Cristiane Soares

CONVITE PARA EVENTO CULTURAL NESTE SÁBADO ÀS 16H NA PRAÇA DA BANDEIRA

13615069_904789819633171_1742693915515654524_n
Morganna Bernardo

13689548_906989316079888_1202638167_nOlá, estamos querendo promover o primeiro encontro cultural em Bezerros, nossa cidade é carente e não dá mais pra esperar por nada nem por ninguém, a gente resolveu meter a cara e fazer com que as diversas culturas sintam-se representadas. A ideia saiu de um monte de jovens com o mesmo ideal e queremos muito que a coisa tome corpo, queremos muito dar vez e voz aos tantos artistas que temos. Em Bezerros tem diversos gêneros musicais, tem gente que faz poesia, tem gente que dança, tem artista plástico, tem pintor, tem fotógrafo, tem de tudo, que quase ninguém conhece. O propósito é esse, juntar todo mundo no mesmo barco e cultuar nossa arte, nossa representatividade cultural.
O que vai rolar amanhã é o seguinta: Vai rolar quem quiser chegar e ouvir uma playlista cheia dos sons arretados pra gente mexer o esqueleto. Vai rolar oficina de turbantes (cada um leva seus tecidos). Vai rolar pocket show de voz e violão. Vai rolar uma galera massa recitando poesias. Vai rolar lamb lamb feminista. Vai rolar exposição de desenhos e fotografias. Vai rolar gente se expressando com o corpo.
E a gente queria o apoio de vocês, na divulgação e também marcando presença. Vamos somar, se divertir?

Morganna Bernardo

Pra quem acha que é fácil…

13626500_10204821688740299_3143779857792474482_nQuando digo que faço parte de uma ONG as pessoas reagem de maneiras diversas. Mas de modo geral observo duas reações bem distintas: ou há uma crítica por ser uma ONG de proteção animal (por que não vai ajudar gente?), ou acham que é lindo e bacana.

Pra quem critica nem me dou ao trabalho de responder e explicar alguma coisa. Pois parte da minha vida e meu tempo e para ajudar a eles.

E pra quem acha que é um trabalho bacana, realmente é…mas isso não significa que seja fácil. Brincar com os cães e gatos , dar carinho, organizar bazares, feirinhas, isso tudo faz parte do trabalho. É a tal da parte bacana. Mas está longe de ser só isso, e acho que a boa parte das pessoas nem imaginam o “outro lado” do trabalho voluntário – eu com certeza não imaginava, quando comecei como voluntário. Continue lendo aqui