DOS BASTIDORES DA POLÍTICA DE BEZERROS

CANDIDATOS DE ROMERO

O tamanho da base de apoio as candidaturas a reeleição de Waldemar Borges (estadual) e Danilo Cabral (federal), em 2018, não será de longe a que foi observada nas eleições de 2014. O prefeito Branquinho convenceu a sua base política a seguir com os candidatos já apoiados pelo vereador Romero (PSB). O problema é que a ideia de uma abertura política com os eleitos não aconteceu, salvo para o vereador Romero que continuou tendo todo espaço merecido. O líder do governo na Câmara, o vereador Gabeira (PP), trouxe à tona a frustração e declarou não mais apoiá-los. A insatisfação política não se resume apenas ao líder do governo, mas a outras figuras que já articulam outros nomes para defender em 2018. Com as chances de que ‘candidatos da terra’ saiam para a disputa de deputado estadual no próximo ano, a situação política de Waldemar Borges é ainda mais delicada no município.

PONTAPÉ

Bezerros tem o seu primeiro nome de candidato a deputado estadual para o próximo ano ventilado oficialmente. Trata-se do líder do governo na Câmara, o vereador Gabeira (PP), que, em entrevista a TV Imprensa, demonstrou-se animado diante da possibilidade proporcionada pelo seu  partido, que elegeu um deputado estadual, em 2014, com apenas 19.704 votos. Gabeira falou que bastaria que 40% do eleitorado do município desse o apoio para que a possibilidade de eleição de um candidato da terra fosse real.

ESTATAL?

A Compesa volta a ser o centro de debate na questão do abastecimento d’ água em Bezerros. O Sistema Sirinhaém persiste em apresentar problemas e a companhia não conseguiu ainda abastecer toda a cidade, o que impede a divulgação de um calendário de abastecimento. O fato que chamou a atenção esta semana foi a emissão dos boletos da conta d’ água. A empresa estatal informa que vai dispensar o pagamento das residências onde a água não chegou, mas consideramos descabida a emissão de cobranças até que toda a cidade fosse devidamente abastecida.

PRESERVAÇÃO

O município, através de lei, precisa delimitar com urgência áreas de preservação ambiental constante na Serra Negra, objetivando impedir com que os seus proprietários resolvam explorá-las no mercado imobiliário. A construção ao lado do Polo Cultural não diferencia das demais que acontecem naquela região e só virou polêmica devido ao contraste escancarado que a mesma provocou na região específica.

MAIS AUTONOMIA

O vereador Tititi foi infeliz ao taxar o Debetrans como figura decorativa. A organização do trânsito na cidade avançou muito com a municipalização, que se deu a partir do  governo Marcone. Da polêmica se tira a conclusão de que precisamos permitir ao órgão de trânsito municipal mais autonomia, a exemplo da Destra de Caruaru. Para isso é imprescindível a realização de um concurso público no setor.

TURISMO ACERTA

Está perfeita o calendário das festividades juninas da Serra Negra. Importante destacar a boa sacada da SETUR. O São João da Serra Negra este ano será nos dias 10, 11, 17, 18, 23, 24, 25, 29. Em tempo, no ano passado, o prefeito Branquinho informou que até tentou trazer para o São João o cantor Jorge de Altinho, mas a agenda do cantor já estava comprometida.  Seria outra boa sacada por parte dos que fazem o Turismo de Bezerros.

CURTAS

A Compesa deve instalar bombas novas na elevatória do Sirinhaém, o que pode resolver definitivamente o problema de paralisação do sistema de transposição, que já chega há quatro dias.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Bezerros mostra que tem poder de mobilização. Muitos agricultores rurais atenderam a convocação e participaram da manifestação contra as reformas impopulares do governo federal.

O custo Brasil com a classe política é absurda. Imagine ter que sustentar vereadores, prefeitos e vice-prefeitos em mais de cinco mil municípios brasileiros.

Dos cerca de 300 alunos matriculados na FADIRE em Bezerros, menos de 10% resolveram buscar a devida reparação judicial após o fim das atividades da faculdade.

Share