DOS BASTIDORES DA POLÍTICA DE BEZERROS

NÃO HÁ SOLUÇÃO MÁGICA

O governo municipal analisa medidas extremas para solucionar o problema do trânsito na Serra Negra durante os festejos juninos. É importante frisar que o problema não é de simples solução e que qualquer medida drástica no calor da emoção deve ser evitada nesse momento. O que se pode melhorar de fato é um melhor disciplinamento do trânsito, com mais recursos humanos por parte do DEBETRANS para evitar, por exemplo, filas duplas e estacionamentos em locais indevidos. Fala-se em proibir a circulação dos ônibus de turismo, mas isso é trabalhar o contraditório, uma vez que a capacidade de transporte de passageiros representa mais de 40 veículos de passeio. Foi prometido e não cumprido uma intervenção numa ladeira sinuosa, que, quando molhada, faz veículos derraparem, inclusive vans e veículos de passeio. Ranhuras no paralelepípedo poderia resolver essa questão, segundo fontes do próprio governo. Outra dica crucial seria viabilizar estacionamentos antes da subida da serra para absorver a grande demanda do trânsito em horários de pico. Para isso, ônibus locais fariam um circular entre o Polo Cultural e o estacionamento. Como se ver, há medidas importantes que podem ser administradas ainda neste São João que vai atenuar a crítica situação. No mais, é agradecer que o nosso São João cresceu tanto que o destino de todos os forrozeiros da região parece se encontrar em um só lugar.

PARA O FUTURO

O governo Paulo Câmara poderia fazer o calçamento de um trecho de ladeira que serviria de via de escape para aliviar o trânsito na Serra Negra. O próprio governador sentiu na pele a problemática quando visitou Serra Negra no ano passado e ouviu do seu líder de partido no município a proposição. A estrada desceria pelo sítio Boqueirão e sem dúvida que amenizaria os transtornos durante os festejos juninos.

OUTRA PROBLEMÁTICA

É importante frisar que a se problemática do trânsito for resolvida para os festejos juninos, outro grave problema virá à tona, que é a falta de espaço no polo cultural, que já está com a sua capacidade de lotação no limite. Todo mundo sabe que superlotação nada tem haver com qualidade do evento.

ABUSIVOS

A SETUR poderia implantar uma tabela de preços para serem cumpridas pelos barraqueiros da Serra Negra, afinal a taxa que se cobra por cada barraca ali instalada é de apenas 350 reais, valor irrisório que não compromete o lucro dos comerciantes. É abusivo o preço de alguns produtos.

PDT NAS ARTICULAÇÕES

O PDT de Bezerros continua as conversas sobre as eleições de 2018. Nesta sexta-feira (16) o suplente de vereador, Italo Wesley se reuniu com o deputado federal e presidente do PDT estadual Wolney Queiroz, o ex-prefeito de Caruaru Zé Queiroz e o suplente de deputado federal Tulio Gadelha.
O partido pode lançar candidatura própria ao governo do estado, o nome seria Zé Queiroz. Nesse caso o PDT de Bezerros pode surgir com uma candidatura a deputado em 2018.

LIÇÃO

Ao realizar o São João com uma nova roupagem, a SETUR acaba dando uma lição as demais secretarias municipais no sentido de que é preciso a ousadia para que as coisas aconteçam de fato no município. É para isso que serve a equipe em mostrar o diferencial na hora da dificuldade. E se o prefeito é quem a escolha, o mérito acaba sendo também dele.

CURTAS

A TV Imprensa tem mostrado com muito dinamismo os festejos juninos da Serra Negra. Um grande diferencial para aqueles que estão distantes da terra ou que não conseguiram subir a Serra Negra por conta do trânsito .

O prefeito Branquinho está acompanhando a festa junina de Serra Negra diariamente. Está feliz pelos resultados do evento, mas preocupado com o transtorno do trânsito.

O deputado Kaio Maniçoba até que tentou subir a Serra Negra para prestigiar o seu São João, mas ficou preso no trânsito.  Maniçoba deve retornar no próximo final de semana, mas vira pela manha.

O comunicador Máximo Neto promete uma mobilização para que o município reveja doações de terrenos na Serra Negra sem o aval do legislativo. Segundo o comunicador, a festa de doações se deram nos governos Marcone e principalmente no de Bete.

Share

One comment

Comments are closed.